Google+ Badge

terça-feira, 30 de maio de 2017

ECO

Olá borboletas! 


Como não acredito em vida após a morte, então ainda estou viva pra escrever mais este post.


Eu não pareço nada com alguém vivo, eu acho que estou viciada em comida, e viciada na ideia de morrer! 

Acabar com tudo isso, é tão difícil, olhar pros lados e perceber que pra algumas pessoas é tão fácil serem lindas, magras, e terem a pele e o cabelo perfeito enquanto eu me esforço tanto pra não parecer um monstro, e ainda assim fracasso! 
O que fazer com essa gordura, e a flacidez, as coxas gordas demais e as roupas que não lhe servem e as fotos antigas, como! não coma! experimente isso! olha só temos número 36! 
INFERNO! eu não visto 36, e nem tenho olhos que brilham como o sol e pessoas que morrem por mim! Eu não sou inspiração de música de amor! 
Eu não sou vista, sou um fardo pesado e invisível que grita na cara das pessoas em vão.
Comida é mau! menina ridícula, quem você pensa que é pra comer tanto?  PARE! ESTUPIDAGORDAIMUNDA!
Morra! Morra!Morra! 

Borboletas, é difícil essa vida de lagarta, querendo tanto ser borboleta, imunda, se arrastando por ai, tão inútil e insignificante, garota estupida, para de sonhar! você vai cair!  Triste, morta, gelada, agora ela come e coloca pra fora, sai de mim comida nojenta!

Vamos fingir que tá tudo bem, ninguém se importa mesmo! 



Quero um grupo no zap, mas um que não seja fútil, caso alguém saiba de algum 071993364878 , me ajudem! 







quarta-feira, 24 de maio de 2017

FATAL





A palavra morte vem diretamente do Latim mors. Em épocas mais recuadas,, o Indo-Europeu criou a raiz mor-, “morrer”, da qual descendem as palavras atuais ,dentre elas, mortandade, que veio do Latim mortalitas, “mortalidade”.Dessa mesma palavra em Latim veio mortalidade, “condição do que é passível de morrer”.Morticínio, um sinônimo de mortandade, veio de morticinus, “aquele que está morto”.Mortífero, “o que causa a morte”, seja um vírus ou um plano econômico, vem de mors mais um derivado do verbo ferre, “portar, levar”. e o meu preferido: Mortificar pode ser usado como “entorpecer, tirar a vida, castigar, fazer sofrer”. Vem de mors com o verbo facere, “fazer, tornar”.



Este post não é sobre como "Anna" me faz sentir, mas sobre o que deixei de sentir por conta da Anna, hoje especialmente eu tive várias idéias sobre como morrer, e como seria simplesmente parar de sentir. As vezes os dias pesam e simplesmente não dá pra respirar, me arrastar para a vida e para as coisas cotidianas e banais é tão ridiculamente super valorizado e eu só penso em desaparecer, ficar menor, fechar os olhos e dar adeus!


Odeio como me sinto, e odeio ter que viver pra me sentir assim, a vida ta uma droga! E começar a miar ta piorando tudo! E fingir estar bem quando não se estar, é tenebroso!


Eu só não queria mais estar aqui, não sei até quando aguentaria.